Estoques e Prevenção de Perdas

A gestão de estoques é fundamental para um programa eficiente de Prevenção de Perdas. Níveis altos se estoque dificultam a fiscalização na área de vendas e a aplicação do Primeiro que Vence Primeiro que Sai, mais conhecido como PVPS (da sigla FEFO, First End First Out) que previne as perdas de quebras por vencimento. Até as realizações de inventário são mais difíceis quando os estoques estão mais cheios, e a confiabilidade nos resultados fica comprometida. É importante que as decisões de estoque tenham a participação da prevenção de perdas que detém as…

Leia Mais

As perdas no varejo chegam a mais de R$ 16 bi ao ano

As perdas – sejam por furtos, roubos ou produtos que tenham sido abertos ou quebrados nas lojas – chegam a se equiparar ao faturamento de um grande player supermercadista do País. Na soma de todos os setores presentes no mercado nacional, as perdas das redes varejistas somaram R$ 16,4 bilhões em 2010, o que representa 1,75% do faturamento total das 103 empresas participantes. A surpresa é que os medicamentos são os produtos mais suscetíveis a fraudes e furtos, e representam 15% das perdas das redes farmacêuticas. Porém, segundo a pesquisa…

Leia Mais

Perdas Financeiras de Crédito e seus Indicadores

As perdas financeiras de crédito devem fazer parte integrante do programa de prevenção de perdas da empresa, porque constituem uma grande representatividade nos resultados. Em função da grande procura pelo crédito, as empresas estão constituindo financeiras em sua estrutura organizacional ou associando-se a instituições financeiras. Para gerenciar as perdas financeiras de crédito, é necessário que a alta gestão tenha em mãos os indicadores de performance de crédito: • Inadimplência • FPD (First Payment Default) • Idade da Carteira (Aging List) • Recompra/Renovação de Crédito • Scoring • Giro de Crédito…

Leia Mais

Controle só é Possível Quando Existe Mensuração

As organizações constroem suas estratégias com foco no aumento da lucratividade. Estas estratégias levam em consideração aumento de faturamento, redução de custos e aumento na participação de mercado. Além destas metas, a organização deve considerar as metas de redução de perdas da empresa. As perdas classificam-se em perdas de inventário, perdas financeiras, perdas comerciais, perdas de produtividade e perdas creditícias. A área de Prevenção de Perdas deve ter os índices destas perdas, para municiar a alta administração de informações para tomada de decisão. Infelizmente, é comum uma empresa não ter…

Leia Mais

A Prevenção de Perdas como Área Estratégica das Organizações

Os modelos tradicionais das empresas estão adaptando-se a realidade de constituirem uma área de Prevenção de Perdas. Uma das grandes dúvidas é aonde ela deve ser inserida na estrutura organizacional, para que esteja alinhada com sua importância estratégica. Muitas vezes, confunde-se o trabalho da área de Prevenção de Perdas com questões operacionais de vendas, por causa da forte atuação nesta parte da empresa, e dentro deste contexto, algumas organizações reportam essa área à Diretoria de Vendas. Porém, esquece-se que um dos o trabalho da Prevenção de Perdas é auditar os…

Leia Mais

As Perdas na Cadeia de Suprimentos – Parte II

Na postagem anterior, conversamos sobre as operações de Recebimento, desde o fornecedor até o centro de distribuição. Agora vamos avaliar as operações do centro de distribuição até as lojas ou unidades de negócio. Neste momento, é importante avaliar diversos pontos que estão ligadosPartindo do pressuposto de corrigirmos o problema na origem, é importante conversamos neste momento sobre as operações de Recebimento, desde o fornecedor até o centro de distribuição. Não é possível estabelecer um programa de prevenção de perdas sem que os processos da empresa estejam devidamente mapeados e normatizados.…

Leia Mais

As Perdas na Cadeia de Suprimentos – Parte I

Um dos primeiros trabalhos que a Prevenção de Perdas pode realizar e que garantem um aumento significativo no resultado e também na eficiência da operação, é a análise das perdas em sua Cadeia de Suprimentos. Partindo do pressuposto de corrigirmos o problema na origem, é importante conversamos neste momento sobre as operações de Recebimento, desde o fornecedor até o centro de distribuição. Não é possível estabelecer um programa de prevenção de perdas sem que os processos da empresa estejam devidamente mapeados e normatizados. Quando existe o mapeamento de processos de…

Leia Mais

A Gestão de Pessoas e a Prevenção de Perdas

Como já comentamos em artigos anteriores, a Prevenção de Perdas é uma ferramenta que consiste em processos bem definidos, tecnologia, treinamento, indicadores de performance e pessoas. De todos estes fatores, as pessoas materializam os resultados dos demais itens, de acordo com a estratégia definida pela empresa. É fundamental que em um programa de Prevenção de Perdas, a Gestão de Pessoas seja tratada com prioridade estratégica e este será o nosso assunto desta edição. Os membros da organização devem primeiro estar inseridos na cultura de prevenção de perdas – que deve…

Leia Mais