Home » André Ochoa » PPB Entrevista: André Ochoa

PPB Entrevista: André Ochoa

Nesta edição de Março/2017 da série “PPB Entrevista”, Prof. Anderson Ozawa conversou com André Ochoa, profissional experiente em segurança corporativa e prevenção de perdas.

São experiências como a dele que que sevem de modelo para os profissionais da área. Leiam com exclusividade aqui no Portal Prevenção de Perdas Brasil.


ANDERSON OZAWA: André, é um prazer ter sua participação em nosso Portal. Conte-nos um pouco sobre sua trajetória profissional

Resultado de imagem para trajetória profissionalANDRÉ OCHOA: Minha história no varejo e nas áreas de Prevenção de Perdas e Segurança, começou em 2003 quando iniciei minhas atividades na rede de eletroeletrônicos Ponto Frio. Comecei trabalhando no monitoramento de câmeras e alarmes do CD e Lojas, aprendi a instalar e fazer projetos de Segurança Eletrônica, me especializando no SENAI. Sempre busquei aprender e buscar o crescimento dentro da empresa, assim passei a ser responsável pela segurança patrimonial e eletrônica de todas as lojas (na época mais de 100) e também o Centro de Distribuição de São Paulo. Após fui atuar na Marisa, era o responsável pelas ações estratégicas de segurança patrimonial e eletrônica de mais de 300 lojas espalhadas pelo Brasil, a partir daqui comecei a atuar mais especificamente com a prevenção de perdas.

Do varejo fui para o outro lado da mesa como fornecedor, atuando na Plastrom Sensormatic (Equipamentos de Segurança Eletrônica), fui com a missão de corroborar na implantação de uma consultoria em Prevenção de Perdas e Segurança Empresarial. Depois da Plastrom, retornei ao varejo, atuando nas Lojas Caedu, no segmento Têxtil, fui o responsável pela segurança das lojas e pela equipe de auditores e analistas de Prevenção de Perdas. Minha última passagem pelo varejo foi nas lojas Shoebiz / Tennisbar, especializadas em calçados e Tênis, como responsável pela área de Prevenção de Perdas, Segurança Empresarial e Gestão de Estoques.

 

OZAWA: Como você enxerga a Prevenção de Perdas no Brasil?

Resultado de imagem para LOSS PREVENTIONOCHOA: Vejo a Prevenção de Perdas no Brasil como uma área essencial, estratégica e de grande fator competitivo para qualquer tipo de empresa, seja Indústria ou Varejo. Infelizmente ainda é pouco reconhecida, face o volume de varejistas de porte pequeno a médio que ainda não possuem a área.

Porém, as empresas que possuem a cultura da Prevenção de Perdas em seu DNA, são as que mais se destacam em questão de competitividade.

 

 

 

OZAWA: Qual foi seu projeto mais importante e quais foram os resultados obtidos?

Resultado de imagem para WINNEROCHOA: Puxa! Como é difícil falar em um único projeto. Em todas as empresas que atuei procurei deixar um legado, pois considero importante e é uma satisfação enorme saber que suas ações são aplicadas até hoje. Mas vamos lá… Um dos trabalhos que considero mais importante foi o reconhecimento pelo cliente final (lojas), quando atuava nas Lojas Caedu. Fiquei a frente do projeto de final de ano da área de Prevenção de Perdas, que incluía o apoio operacional as lojas, manutenção preventiva de todo aparato de equipamentos de segurança e também sobre a prestação de serviço de segurança da empresa parceira. Todas as áreas da empresa foram avaliadas pelas lojas em relação ao apoio e responsabilidades pela operação de final de ano e a área de Prevenção estava inserida no quesito “Efeitos Especiais”, juntamente com outras áreas de Backoffice. Passado o final de ano fomos escolhidos pelas lojas como a área vencedora no quesito informado acima e simbolicamente ganhamos um troféu parecido com o Oscar, por termos feito a diferença no apoio e atendimento as lojas.
Ser reconhecido pelo seu cliente final, não tem preço!

 

 

Resultado de imagem para SUPER MANAGEROZAWA: Quais são, em sua opinião, as características de um gestor de prevenção de perdas?

OCHOA: Na minha opinião o gestor de prevenção de perdas deve ter as seguintes características:
Senso de dono, foco, comunicação, empatia, visão holística, liderança através do exemplo, bom senso, resiliência, humildade, força de vontade, ser generalista e buscar conhecimento continuamente.

 

 

Resultado de imagem para SHAKING HANDSOZAWA: Qual é a sinergia entre segurança corporativa e prevenção de perdas?

OCHOA: Atuei em ambas as áreas e digo com propriedade que possuem características distintas, mas complementares. Há empresas que possuem em seu organograma as duas áreas separadas ou a segurança corporativa dentro do guarda-chuva da Prevenção, ou as duas dentro de uma área de Riscos. O fato é que cada uma tem o seu papel e importância dentro da organização. Enquanto a segurança corporativa é um conjunto de atividades relacionadas a proteção de pessoas, patrimônio, transportes, investigação, inteligência e contrainteligencia e segurança eletrônica, a prevenção atua em cima do Pentágono de Perdas (Pessoas, Processos, Auditoria, Tecnologia e Indicadores), trabalhando em toda cadeia de valor de uma organização.
Resultado de imagem para evolution business

OZAWA: Como, em sua opinião, a prevenção de perdas pode evoluir no Brasil?

OCHOA: Temos excelentes profissionais atuando com a prevenção de perdas em grandes empresas, muitos tirando leite de pedra, fazendo mais com menos. Porém, estamos atrasados em alguns aspectos se compararmos a outros países, fora que existe uma peculiaridade na maioria dos empresários brasileiros que é o imediatismo e a ansiedade em ter resultados imediatos. Obviamente há ações que devem ter uma resposta imediata. Mas para uma área de prevenção criar a maturidade dentro de uma organização requer um tempo que pode variar de um ano e meio a dois. A boa notícia é que existe inúmeras oportunidades para serem exploradas na prevenção em qualquer tipo de negócio. Para tanto, é preciso mudar o mindset dos empresários, mostrando que a prevenção de perdas aumenta as vendas através das suas ações de combate as perdas. O fato de uma empresa não precisar alterar a sua margem, trabalhando as ações em cima das suas perdas é um diferencial frente a concorrência. Creio que a formação de uma entidade trará mais força, valor, conhecimento e reconhecimento a áreas e ao profissional de prevenção de perdas. Este é o caminho para evoluir.

 

Resultado de imagem para business best practicesOZAWA: Quais boas práticas você pode compartilhar com nossos seguidores?

OCHOA: Em qualquer tipo de negócio é importante realizar um bom diagnóstico. Fazendo uma analogia com a medicina, o médico não medica o paciente sem antes entender o que pode estar ocorrendo. Para tanto, solicita uma bateria de exames para identificar a causa do problema. Essa é a principal boa prática que eu recomendo para um profissional de prevenção de perdas, faça o diagnóstico! Esqueça receitas de bolo, pois cada organização tem a sua característica e peculiaridade.
Através de uma análise bem feita o profissional pode identificar que a solução de um problema não requer milhões em investimento e sim um simples treinamento, por exemplo.
Seja hands on (proativo), tenha humildade para reconhecer os erros e ouvir outras opiniões e faça acontecer!
Resultado de imagem para profissional pulando obstáculos

OZAWA: O que prejudica o profissional de prevenção de perdas em sua evolução e reconhecimento profissional?

OCHOA: Acredito que aqueles que tem em mente que prevenção é só atuar em cima de furto ou roubo tendem uma dificuldade maior em evoluir e ser reconhecido, é preciso fazer sempre algo a mais e buscar conhecimento. O profissional de prevenção precisa ter uma visão holística do negócio e dor de dono, para poder atuar em várias frentes, como por exemplo; recebimento de mercadorias (transportes e estoque), frente de caixa (operação), financeiro (Backoffice), fraudes (crediário), patrimonial (análise de risco) e etc.

 

 

Resultado de imagem para looking for the futureOZAWA: Qual sua opinião sobre o varejo brasileiro para os próximos 5 anos?

OCHOA: Vejo um mar de oportunidades, porém há diversos obstáculos e tubarões pelo caminho e não tem como desviar é preciso enfrentar!
Os próximos cinco anos serão de reconstrução, muitos avançarão e outros ficarão para trás. A tecnologia e um consumidor cada vez mais sedento por preço, qualidade, praticidade e prazo ditarão a regra do negócio. É preciso parar com a mania de querer copiar tudo que vem de outros países. O varejista nacional pode ser tão bom quanto o internacional, temos excelentes profissionais e empresas que nada devem para multinacionais. Porém é preciso melhorar e amadurecer em toda cadeia e tratar na raiz os ferimentos que sangram no varejo.
Resultado de imagem para the end

OZAWA: Fique à vontade, para deixar sua mensagem final.

OCHOA: Quero agradecer ao Prevenção de Perdas Brasil, na pessoa do seu fundador Anderson Ozawa, na qual tive a honra de ser aluno na faculdade e também subordinado, pela oportunidade de “falar” um pouco de duas coisas que amo que é a: Prevenção de Perdas e Varejo.

A todos os guerreiros que atuam na Prevenção de Perdas fica aqui o meu respeito desejo de sucesso e gratidão. Nós somos a diferença!

Forte Abraço!

 

Resultado de imagem para andre ochoa prevenção de perdas

 

André Ochoa

E-mail: andre_ochoa@hotmail.com

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/andrefochoa/

Telefone: 11 98189-4944

Siga-nos nas Redes Sociais:
0

10 comments

  1. Parabéns Ochoa!
    Excelente material, expressa com clareza desafios e oportunidades para o varejo.
    Grande abraço,
    Márcio Fialho

  2. Boa explicação com relação a segurança corporativa e prevenção de perdas, realmente existe complementação entre ambas.

  3. Excelente!!!

  4. Parabéns Ochoa ! Excelente artigo e retrata bem como vive a prevenção de perdas hoje.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Enjoy this blog? Please spread the word :)